Sunday, August 19, 2007

O que todo Judeu (e não-Judeu) deveria saber

22 de Julho de 2007

Por Henry Makow Ph.D.

Um estudioso da área de Chicago, Christopher Jon Bjerknes, 42, pensa saber o que atormenta a humanidade e acredita que seu conhecimento seja necessário para deter o Armageddon.

Ele diz que um culto herético, os "Frankistas Sabatianos," controlam a Judiaria organizada, incluindo o Sionismo e a Franco-maçonaria. Eles começaram como seguidores de Shabatai Zvi (1626-1676) e posteriormente de Jacob Frank (1726-1791). Eles acreditam que Shabatai foi o Messias (Deus) e sua alma transmigrou até a dinastia Rothschild, que é agora o "rei dos Judeus".

De acordo com seu sistema messiânico, a Redenção requer que os Rothschilds se tornem Deus, p.e. rei do mundo. Isso será o sacrifício de 2/3 de todos os Judeus e a destruição e escravidão do resto da humanidade. Bjerknes acredita que esse credo demente realmente seja a força motivadora por trás da história, incluindo todas as guerras, e o "governo mundial".

Bjerknes (B-YERK-NES) é orgulhoso de sua herança Judaica Norueguesa (avô materno, um famoso músico, era Judeu). Ele escreveu dois massivos livros – um sobre Albert Einstein como um plagiador, e outro sobre o Shabatiano inspirado Genocídio Armênio – que inclui centenas de páginas de história Judaica suprimida. Eles podem ser encontrados em PDF’s nesse web site http://www.jewishracism.com/

Eu penso que ele exagera na importância do messianismo Judaico, mas eu posso estar errado. Sua mensagem é convincente e consistente com os Protocolos de Sião onde o autor (que eu acredito ser Lionel Rothschild) fala a respeito da vinda de seu reino.

Os Sabatianos acreditam que seu rei tem uma obrigação moral de restabelecer os Judeus em Israel e exterminar o Gentios. Eles acreditam que o Messias não aparecerá até o mundo sucumbir diante do mal e estão determinados a tornar essa profecia auto-realizável. Desta forma, o mal é bom. Na visão de Bjerknes, isso constitui uma "guerra Judaica contra a humanidade". Quando Bjerknes refere-se a Judaica, ele quer dizer "Sabatiana."

Os Sabatianos são freqüentemente degenerados sexuais que se engajam em troca de casais, orgias e incesto. Eles freqüentemente simulam ser Cristãos ou Muçulmanos para penetrar seus caminhos ao interior da sociedade Gentia a fim de destruí-la. (Jewish Genocide of Armenian Christians, pp.64-65.)

Bjerknes cita o Deuteronômio como um exemplo desse supremacismo Judaico: "o SENHOR teu Deus te escolheu para ser um povo especial para si, acima de todos os povos que estão sob a face da terra." (7-16) "Todos os povos da terra verão, então, que és marcado com o nome do SENHOR, e temer-te-ão." (28:10)

Ele assinala Zacarias [13;8-9] como evidência que Judeus serão massacrados: "Em toda a terra - oráculo do Senhor - dois terços dos habitantes serão exterminados e um terço subsistirá."
[9] "Mas farei passar este terço pelo fogo; purificá-lo-ei como se purifica a prata, prová-lo-ei como se prova o ouro. Então ele invocará o meu nome, eu o ouvirei, e direi: Este é o meu povo; e ele responderá: O SENHOR é o meu Deus." (Ele também cita Ezequiel 5, 12-13 para esse efeito)
Nas pp. 43-46 de Jewish Genocide, Bjerknes cita referências do Talmud e do Antigo Testamento para o plano de exterminar e escravizar os Gentios.

Por exemplo, Genesis 25;23, e 27;38-41 promete os Gentios aos Judeus como seus escravos e soldados escravos, e dá um incentivo para exterminá-los simplesmente porque eles ousam ressentir-se de seu destino.

ROTHSCHILDS SEGUEM PLANO BÍBLICO

No início do século XIX, os Rothschilds começaram a fazer campanha para retornar os Judeus a Israel, adquirindo terra ali e planejando dissolver o Império Otomano. Eles posteriormente compraram o Canal de Suez para projetar seu poder no Oriente Médio. Bjerknes escreve:

"A ruína do Império Turco e o assassinato em massa dos Cristãos Armênios foram um passo na longa e tumultuada marcha Judaica em direção à morte da humanidade. A ruína do império Russo foi outra, seguida pela repetida destruição da Europa, particularmente Alemanha nas Guerras Mundiais que esse culto Judaico criou em uma tentativa de artificialmente cumprir a profecia Messiânica e forçar os Judeus da Europa contra seu desejo de fugir para a Palestina." (66)

De acordo com Bjerknes, o apoio Judaico foi a única coisa carente no plano dos Rothschilds para estabelecer um governo mundial em Jerusalém, com eles como reis:

"Eles podiam levar à bancarrota o Egito e a Turquia. Eles podiam levar a Rússia à ruína. Eles podiam comprar Judeus inúteis. Eles podiam mesmo comprar o Papa, mas a única forma de forçar os Judeus em grandes números à Palestina foi pôr Hitler e Stalin no poder e perseguir os Judeus em uma escala massiva e sem precedentes." (291)

CRISTÃOS ESTÃO SENDO ENGANADOS

Bjerknes tem um pungente aviso aos Cristãos:

"Na dominada mídia Judaica de hoje, nós encontramos muitos Judeus pregando ao público que os temos finais estão vindo e que os Cristãos devem ver sua própria destruição em uma luz positiva como se fosse o cumprimento divino das profecias Cristã e Judaica. Muitos Cristãos foram enganados por esses charlatães...a destruição do mundo e suas nações está ocorrendo como o restulado da deliberada intervenção de Judeus imensamente ricos e não como o resultado da vontade de Deus. Esses líderes Judaicos vêem a Bíblia Hebraica como um plano, que eles estão deliberadamente realizando.... (327)

ONDE BJERKNES E EU DIFERIMOS

Conforme meus leitores sabem, eu vejo a Nova Ordem Mundial como uma conspiração da elite dirigida antes de mais nada pelo desejo dos banqueiros centrais de consolidar seus monopólios sobre o crédito e o poder. Eu acredito que haja um forte elemento "Judaico", mas que, como um resultado do casamento misto e a volumosa capitulação/suberversão/traição de elites Gentias, a raça é um ponto controvertido. Olhe para as origens Illuminati e a sociedade da Skull and Bones por exemplo.

Bjerknes não acredita que os Illuminati existam hoje e subestimam o papel Gentio.

Em um email, Bjerknes escreve que o casamento misto é parte da estratégia "Judaica":

"Eu acredito que poderosos interesses Judaicos têm sido deliberadamente tentados para cumprir a profecia messiânica Judaica por 2,500 anos e têm enganado muitos Gentios em ajudarem-nos a obter seus objetivos. Eles também têm recrutado muitos Gentios através do casamento misto, amizade e interesses egoístas, que não são tolos, mas cometem atos desumanos como resultado de razões de ambição, vaidade ou outras imorais. Eles acreditam que o que estão fazendo é mal? Eu suspeito que sim.

Eu não sou oposto a identificar sociedades secretas e as amarras à elite. Eu simplesmente não vejo qualquer justificativa por chamá-los de Illuminati. Quanto à completa estrada da política e as faces daqueles que estão empurrando a carroça rumo à IIIª GM, eu penso que eu e muitos outros têm provado que seja um movimento Judaico, e que os Illuminati não foram nada mais do que uma pequena parte desse movimento Judaico a armar um apocalipse, que data de pelo menos uns 2,500 anos. Obviamente, nem tudo acontecendo hoje tem uma mão Judaica dirigindo seu curso. Mas eu acredito que poderosos interesses Judaicos...têm a habilidade de exercer mais influência do que todos os outros grupos cominbados, pela completa razão que eles infiltraram-se em tantas organizações, religiões e governos, e têm uma tal influência desproporcional na mídia.
"

CONCLUSÃO

Eu não estaria apresentando esse material se eu não pensasse que Bjerknes pudesse estar certo. Se os eventos do mundo são realmente dominados pela megalomania dos Rothschild, apoiados pelo satanismo Sabatiano, e as escrituras do Antigo Testamento e Talmúdicas, eu penso que os Judeus e não-Judeus igualmente precisariam saber, e tomariam exceção.
Certamente o papel dos agentes Judaicos dos Rothschild em impulsionar a guerra do Iraque e bater os tambores para um ataque ao Irã é consistente com a silhueta acima.

Se Bjerknes estiver certo, "anti-Semitismo" é exposto como guerra psicológica designada para desarmar a oposição a uma insidiosa tirania (retratando-a como racista). É também usada para manipular a maioria dos Judeus, que sempre foram opostos à agenda insana dos Rothschild, e foram vítimas dela.

Henry Makow é o autor de A Long Way to go for a Date. Ele recebeu seu Ph.D. em Literatura Inglesa da Universidade de Toronto. Ele saúda seu retorno e idéias em henry@savethemales.ca.

1 comment:

  1. Anonymous8:33 PM

    Excelente, porém não esqueçam os Rockefellers, J. P. Morgan, Citibank, Bank of America, Bank of Boston, e naverdade; como diz o Mestre SAMAEL AUN WEOR; esse plano diabólico contido nos protocolos dos Sábios de Sião, existe há mais de 3.000 anos, para dominar o mundo, Hitler sabia deste plano, por isso massacrou os judeus,
    enquanto que o Sanedrim, com os seus 300 membros, riam enquanto judeus inocentes que nunca ouviram falar dos tais protocolos, eram assassinado monstruosamente...

    ReplyDelete

Seja responsável em seus comentários. Caso se verifiquem comentários descontextualizados e criminosos, estes poderão ser apagados.

Ofensas ao catolicismo serão sumariamente apagadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...