Sunday, August 10, 2014

Deputada judia propõe extermínio de mães palestinas

Desde a Turquia, somente para numerar um dos países que criticou suas declarações, a titularam de 'Adolf Hitler'. A deputada Ayelet Shacked - suposta jovem destacada entre os políticos de ultra-direita do partido sionista "O Lar Judaico", que forma parte da coalizão do Governo - é partidária do extermínio palestino.

Em suas declarações no parlamento local -Knesset- em defesa da ofensiva israelense em Gaza que chega a cifra de quase 300 mortos, Shacked pediu para "matar todas as mães da Palestina para que não nasçam mais terroristas".

"Todos os palestinos são nossos inimigos e devem morrer, seu sangue deve estar em nossas mãos", reclamou com intenções irresponsáveis.

O partido ao qual responde, que tem 12 cadeiras das 120 do Knesset -ou seja, a quarta força- é de um nacionalismo exacerbado, que propõe a incorporação da lei judaica como a lei do Estado, além da ocupação de mais territórios em Gaza.

"O Lar Judaico" é parte da coalizão entre cinco membros que governam o país e inclusive partidos de direita, ultra-direita e centro.

Há ao menos três forças árabes-israelitas com representação parlamentar e pouco mais de uma dezena de parlamentares que propõem desde a repartição em dois estados, com as fronteiras prévias a 1967, o respeito da resolução 194 da ONU, de 1948, até o desmantelamento das colônias na Palestina.

Fonte: http://www.diarioregistrado.com/internacionales/97586-impresentable--una-diputada-israeli-propone-matar-a-las-madres-palestinas.html

1 comment:

Seja responsável em seus comentários. Caso se verifiquem comentários descontextualizados e criminosos, estes poderão ser apagados.

Ofensas ao catolicismo serão sumariamente apagadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...